Rádio Líder FM Online de Acopiara

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Governo pede anulação do impeachment de Dilma após afastamento de Cunha


O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, confirmou que a defesa da presidente Dilma Rousseff vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir a anulação do processo de impeachment com base na acusação de que houve desvio de finalidade do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao acatar a abertura do processo contra a chefe do Executivo. 

O anúncio foi feito em sessão da Comissão Especial do Impeachment do Senado na qual Cardozo pôde novamente apresentar a defesa de Dilma, nesta quinta-feira (5), horas após o ministro do STF Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato na Corte, conceder liminar afastando Cunha de seu mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa. 

"Já estamos pedindo a anulação do processo e vamos pedir novamente. A decisão do STF é uma prova muito importante no sentido de que ele [Cunha] usava o cargo para finalidades estranhas ao interesse público, como aconteceu no caso do impeachment", argumentou Cardozo. 

O ministro reafirmou o peemedebista fez uso de "desvio de poder" com a ação do impeachment, o que "foi fartamente documentado pela mídia": "Cunha ameaçou a presidente da República de que abriria o processo do impeachment se o PT não desse os votos para salvá-lo no Conselho de Ética. O que o Supremo decide hoje é exatamente a demonstração do seu modus operandi". 

O desvio de finalidade de Cunha e a consequente anulação do processo já haviam sido usados por Cardozo na peça de defesa da presidente apresentada à comissão do impeachment – tanto à da Câmara quanto à do Senado. 

Assim como Jovair Arantes (PTB-GO) já havia feito antes, no entanto, em seu parecer, apresentado na quarta-feira (4), o relator Antonio Anastasia (PSDB-MG) refutou a tese de que Cunha tenha cometido qualquer desvio de finalidade na acatação do processo. Ao chegar à comissão durante a manhã, o tucano se recusou a falar sobre a questão.

Mega-Sena: Três apostadores dividem prêmio de R$ 31,5 milhões

Três apostadores acertaram os seis números do concurso 1.815 da Mega-Sena, realizado pela Caixa Econômica Federal nesta quinta-feira (5), em São Paulo. 

Confira as dezenas sorteadas: 08 - 11 - 25 - 39 - 41 - 60 

As apostas vencedoras foram realizadas nas cidades de Cuiabá (MT), Belém (PA) e Santo André (SP). 

Cada um dos sortudos receberá R$ 10.829.320,16. Além dos três felizardos, outros 84 apostadores acertaram a quina e cada um deles levará para casa R$ R$ 31.104,09. Outros 4.553 apostadores fizeram a quadra, que renderá R$ 819,78 a cada um deles. 

Para o próximo sorteio da Mega-Sena – o último da semana especial do Dia das Mães, que já teve dois concursos – a Caixa Econômica Federal promete prêmio de R$ 3 milhões ao vencedor. 

O concurso será realizado no sábado (7). As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) da quinta-feira em qualquer lotérica do País.