Rádio Líder FM Online de Acopiara

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Homem é sequestrado e encontrado morto em Senador Pompeu

Um homem foi sequestrado e morto por bandidos que invadiram a residência onde ele morava. O caso foi registrado pela Polícia na cidade de Senador Pompeu, na região central do estado. A vítima foi encontrada oito horas depois de ter sido levada. 

O homem estava em casa, no distrito de Bonfim, na zona rural da cidade. De acordo com a Polícia Militar (PM), três bandidos chegaram ao local em um carro, invadiram a residência e levaram a vítima. Uma equipe da Polícia foram acionadas horas depois e realizou buscas na região mas não localizou a vitima. 

No início da manhã, o homem foi encontrado morto há cerca de 10 km de distância do local onde morava. O corpo estava crivado de balas e foi reconhecido por um familiar. A Polícia não informou a identidade da vítima e nem quais seriam as motivações do crime. Os autores do crime também ainda não foram identificados. Até o momento, ninguém foi preso.

Caixa vai reativar linha de crédito para compra de material de construção

Depois de facilitar financiamentos à casa própria, a Caixa vai reformular a linha de crédito para compra de material de construção, o Construcard. O banco deve anunciar incremento de recursos, taxas menores e estuda até mesmo permitir que o empréstimo seja usado para financiar o custo com a mão de obra. As medidas atendem à orientação do presidente em exercício Michel Temer de liberar as torneiras do crédito para impulsionar a atividade econômica. 

A reformulação do Construcard faz parte de uma série de medidas que a Caixa adotou nos últimos dias para incentivar o setor da construção. Para as famílias, o banco dobrou o limite de financiamento dos imóveis de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões, e aumentou o porcentual que pode ser financiado. Às construtoras, destinou R$ 10 bilhões ao reabrir uma linha específica e passou a permitir que as operações sejam fechadas com 80% da execução das obras. As mudanças entraram em vigor nesta semana. 

“Queremos estimular as vendas, aquecer as contratações, animar o setor. Em instância final, é para gerar emprego e renda”, disse o vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza. Segundo ele, no primeiro semestre, o desempenho do banco no financiamento imobiliário ficou aquém do estimado. Com as medidas, a Caixa espera alcançar a meta de liberar R$ 93 bilhões em 2016. Para o segundo semestre, ainda restam R$ 54 bilhões, dos quais R$ 38 bilhões são do FGTS. 

Ao contratar o financiamento do Construcard, a Caixa envia um cartão (desde o fim de 2015, com chip) que tem prazo de seis meses para o cliente comprar os produtos, como tijolos, esquadrias, pisos, telhas e tintas. O crédito pode ser usado para construir, reformar ou ampliar um imóvel. Nos primeiros seis meses, o cliente só paga os juros sobre o valor gasto. A partir do sétimo mês, começa a pagar o empréstimo em até 20 anos, a taxas que variam entre 2,5% e 3,1% ao mês.

Deputado envia à Justiça ação popular para dispensar uso de farol baixo durante o dia

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) enviou à 10ª Vara Federal ação popular para dispensar o uso de farol baixo aceso durante o dia em trechos de CEs dentro da área urbana. A obrigação foi determinada pela Lei 13.290, de março deste ano, e já havia sido criticada pelo parlamentar durante pronunciamento na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE). 

Heitor afirma que a medida prejudica a sociedade com o aumento de custos e pede a suspensão da lei e da fiscalização nas vias. O aumento da despesa, segundo o documento protocolado na Justiça Federal, não tem ''nenhuma sinalização de aviso, tipicamente objetivando angariar lucros com o ir e vir do cidadão”. 

Na AL, Heitor disse que a lei é uma "pegadinha" para o fortalezense, que não teria clareza de quais vias entravam na legislação. “Nós não conseguimos entender como, pelo fato de uma rodovia estar nas cidades, você se obrigue a ligar os faróis. Portanto, a iniciativa é no sentido de que o cidadão não seja multado", argumentou Heitor em vídeo publicado em suas redes sociais.

Mulher grávida é morta a tiros no interior do Ceará

A Polícia Militar deste município está à procura de Erivan Ferreira da Silva, de 28 anos, suspeito de assassinar a própria companheira com um tiro de espingarda nas costas, no Sítio Engenho da Serra, Distrito de Santa Fé. Lucineide Tomaz da Silva, 35, foi morta enquanto lavava roupas, na tarde da última segunda-feira (25), a cerca de 500 metros de casa. A vítima estava grávida de quatro meses, fruto da relação de um ano com o suspeito. 

De acordo com o relato de uma vizinha de Lucineide, o suspeito teria chegado, conversado por cerca de meia hora com a companheira e efetuado o disparo. Segundo testemunhas, o casal mantinha uma "relação conturbada e com muitas brigas". 

De acordo com os parentes de Lucineide, que deixa dois filhos jovens, o suspeito era ciumento e bastante violento. Erivan já responde, inclusive, por porte ilegal de arma e tentativa de homicídio contra sua ex-companheira, em 2010.