Rádio Líder FM Online de Acopiara

quinta-feira, 28 de julho de 2016

WhatsApp está prestes a sofrer um novo bloqueio no Brasil

Menos de dez dias após passar pelo seu terceiro bloqueio no Brasil, o WhatsApp está à beira de enfrentar um novo período de inatividade no país. 

Nessa quarta-feira, 27, o Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) informou ter conseguido fazer com que a Justiça bloqueasse R$ 38 milhões do Facebook por descumprir a determinação de fornecer dados cadastrais e mensagens trocadas pelo WhatsApp. O valor, explica o órgão, refere-se à soma das várias multas de R$ 1 milhão que já haviam sido aplicadas à companhia. 

“A postura de não atendimento a ordens judiciais claramente se caracteriza como ato atentatório à dignidade da Justiça podendo, além da multa, vir a ser determinada a suspensão dos serviços da empresa no Brasil”, afirmou, em nota, o autor do pedido, procurador da República Alexandre Jabur. 

O Facebook argumenta que não tem controle sobre as informações requeridas pela Justiça brasileira, uma vez que o WhatsApp está sob responsabilidade das operações da companhia nos Estados Unidos e na Irlanda. Para o MPF/AM, a justificativa fere acordos de cooperação internacional e dois artigos do Marco Civil da Internet (Lei 12.965/14), segundo os quais empresas estrangeiras devem se submeter à legislação local para atuar no Brasil.

“Ao conferir proteção absoluta à intimidade, a empresa ultrapassa o limite do razoável, criando um ambiente propício para a comunicação entre criminosos, favorecendo aqueles que cometem crimes graves, como terrorismo, sequestro, tráfico de drogas etc.”, acrescenta o procurador. 

Embora estejamos próximos de ver a quarta suspensão do WhatsApp no Brasil, há um caminho relativamente longo para que se chegue a tal ponto. Primeiro é feita uma advertência, que evolui a multas individuais. Caso os valores se acumulem — como ocorreu agora — a Justiça bloqueia contas da empresa para forçar o pagamento. Só depois disso é considerada a interrupção.

Carro de Léo Magalhães quebra e cantor pega carona com cambistas para chegar a tempo de show em Iguatu


O cantor Léo Magalhães quase não chegava a tempo para um show agendado em Iguatu, no Centro-Sul do Ceará, na última segunda-feira (25). O veículo que levava o sertanejo, na véspera de sua apresentação, deu defeito e ele viajou cerca de 100 quilômetros de carona. 

Em sua página no Facebook, Léo Magalhães conta que três homens, que se identificaram como cambistas, ofereceram uma carona em carro modelo Del Rey, de 1988. Magalhães aceitou a gentileza e viajou até Iguatu, onde se apresentou nessa terça-feira (27), na Festa de Nossa Senhora Santana, padroeira do município,

“O carro que estava me levando para a cidade do show de ontem quebrou na estrada. Aí quem passa e me dá socorro? Os empresários do ingresso, os cambistas que estavam justamente indo trabalhar no show em Iguatu. Graças a eles e a esse DEL REY lindo, ano 88, eu consegui chegar, viajando 100 km com essa turma”, escreveu o cantor na rede social. 

Na postagem no Facebook, Léo Magalhães aparece com uma mala ao lado do três cambistas solidários no acostamento de uma rodovia. Até o momento, a publicação rendeu 51 mil curtidas, 2 mil comentários e quase 3 mil compartilhamentos. 

“Admiro sua humanidade e humildade! Parabéns Léo Magalhães. Por isso você tem o que merece: uma legião de fãs que te ama de verdade e todo esse sucesso”, comentou um seguidora do cantor. 

Após o show, em duas palavras, Léo Magalhães classificou o resultado do show lotado em Iguatu: “Foi lindo”, escreveu em outra publicação com uma imagem do local da festa.