Rádio Líder FM Online de Acopiara

domingo, 12 de março de 2017

Família busca parte de corpo que foi levado após atropelamento no Ceará

Uma mulher morreu atropelada, na noite da última sexta-feira (10), no km 10 da BR 116, no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza. Na situação, a vítima teve o corpo partido ao meio, restando apenas a parte da cintura para baixo. A família segue em buscas do tronco, que, segundo a assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF), pode ter ficado presa ao veículo após o impacto. 

De acordo com informações concedidas da família, Francisca Sulamita dos Reis Marques, de 52 anos, estava saindo do trabalho por volta das 18 horas e falava ao telefone com a própria irmã, afirmando que estava indo até o município de Horizonte. Porém, a ligação foi interrompida com o atropelamento. A irmã da vítima relatou que ouviu um barulho do aparelho celular caindo ao chão e um suposto grito. Quando retornou a ligação, a vítima não atendeu. 

Suspeitando que a Francisca Sulamita teria sido assaltada, a irmã entrou em contato com filha da vítima, identificada como Regilane. As duas contactaram a central da PRF, para obter informações sobre ocorrências registradas durante aquele horário. Contudo, acabaram descobrindo que a familiar teria sido atropelada. 

Impacto 

Após o acidente, o suspeito fugiu do local, sem prestar o devido socorro. Com a força do impacto, a parte de cima do corpo de Francisca Sulamita foi arrancada, o que dificultou o reconhecimento da vítima no Instituto Médico Legal (IML), pela família. A Polícia trabalha com a hipótese do tronco ter sido arrastado pelo veículo pois, após a busca da PRF, nada foi encontrado no local, além do óculos da vítima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário