Rádio Líder FM Online de Acopiara

terça-feira, 13 de junho de 2017

Polícia sem pistas dos bandidos que praticaram a sétima chacina do ano no Ceará

A Polícia não tem, ainda, pistas para esclarecer a sétima chacina ocorrida no Ceará neste ano. Cinco pessoas, entre elas uma criança de apenas 3 anos de idade, foram baleadas e mortas no começo da noite de ontem, na cidade de Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A Polícia confirmou, já no início da manhã de hoje (13), que das cinco vítimas, três morreram na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) daquela cidade. 

O crime ocorreu por volta das 19 horas, na Rua Baturité, no bairro Diadema I, periferia da cidade. Bandidos em um carro importado, branco, desceram do veículo já de armas na mão e passaram a atirar contra as pessoas que naquele momento estavam em um bar, participando de uma festa de aniversário. 

Mortos 

Os criminosos descarregaram pistolas de diferentes calibres, conforme apontou a Perícia Forense. No loca, morreram um homem identificado como Herton Ricardo da Silva Menezes e uma mulher identificada como Bruna Viana. Entre os feridos estava um garoto de apenas 3 anos de idade, filho de Bruna. Ele foi socorrido para a UPA, onde morreu minutos depois na Emergência. 

Naquele mesmo hospital morreram também outras duas pessoas baleadas no mesmo episódio. Eram Rafaela Alves Silveira e Marcilândio Cavalcante de Sousa. Outras duas pessoas foram atingidas pelos tiros e também encaminhadas a UPA, mas foram transferidas para Fortaleza e internadas no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro). Ambas estão em estado grave e não tiveram os nomes revelados. 

A Polícia não sabe, ainda, os motivos do crime, muito embora no local tenham corrido boatos de que a chacina pode estar relacionada à “guerra” entre traficantes das cidades de Horizonte e Pacajus, que são vizinhas. Os cinco corpos foram encaminhados, ainda na noite passada, para a sede da Perícia Forense do Estado (Pefoce), em Fortaleza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário