Rádio Líder FM Online de Acopiara

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

URGENTE: Prefeito de Acopiara poderá fechar Hospital Júlhia Barreto a qualquer momento

A informação que chega ao blog, é que aconteceu durante a manhã de hoje(02), nas dependências do Hospital Júlhia Barreto, uma reunião para definir o futuro dessa unidade hospitalar.

Segundo informações, ficou definido que os equipamentos desse hospital, serão encaminhados para o Hospital Municipal Suzana Gurgel do Vale.

Lamentável que a população fique sem esse serviço que era oferecido com tanta qualidade pela ex-administração.

SEIS MIL REAIS POR MÊS: Essa foi a quantia para tirar programa Acopiara Urgente do ar

O programa Acopiara Urgente, não será mais apresentado na Rádio Vale do Quincoê de Acopiara, a partir deste ano. 

Um acordo político/financeiro, entre a Prefeitura Municipal e os donos da emissora, no valor de R$ 6 mil tirou o principal jornalismo do ar. 

Os produtores e apresentadores do programa estão buscando alternativas para que a população não fique sem informação verdadeira e de credibilidade.

Apagão total na saúde de Acopiara

Quem precisou de um atendimento na saúde de Acopiara, nesse primeiro de administração, não conseguiu e  vai ter que esperar um tempo. 

Os hospitais se encontram sem médico e sem enfermeiros para atender. 

Os PSFs estão fechados e a população com as mãos na cabeça sem saber a quem, nem onde procurar o atendimento. 
Muitas reclamações na manhã de hoje no Bairro Moreiras, onde o PSF l dos Moreiras de Baixo, está sem atendimento e com as portas fechadas. 
O mesmo caso acontece com o PSF 2, nos Moreiras de Cima, portas fechadas e nem um funcionário para dar explicações. 

Que Deus proteja nossa Acopiara.

Repercute de forma negativa traição do vereador Eduardo Gaspar

População de Acopiara, usa Redes Sociais, para manifestar a indignação pela traição do vereador Eduardo Gaspar. E agora o povo exige do PSDB, que o vereador Eduardo Gaspar, seja punido com a expulsão do partido.


 
 
 
 
 
 

Três juízes e uma desembargadora viram reféns de assaltantes no Ceará

Um grupo de magistrados virou refém de bandidos na noite de Ano-Novo na região Norte do Estado do Ceará. O crime ocorreu por volta das 22 horas do último sábado (31), em sítio no Município de Trairi, no Litoral Oeste do estado (a 130Km de Fortaleza). Pelo menos, quatro juízes de Direito estavam entre as 20 pessoas rendidas por três assaltantes armados com revólveres e uma garruncha. 

O caso foi registrado pela Polícia no momento em que o juiz de Direito, Gerardo Facundo ligou para o Destacamento da PM de Trairi informando que tinha acabado de acontecer o assalto no sítio pertencente ao desembargador Francisco Carneiro, onde estavam cerca de 20 pessoas, entre elas, a desembargadora Rosilene Facundo, e os juízes Fátima Facundo e Carlos Facundo. 

No momento em que ocorreu o assalto havia estava acontecendo uma falte de energia elétrica. E, conforme o relato das vítimas, os assaltantes já entraram no sítio usando lanternas, o que se supõe que eles tenham causado o blecaute naquela propriedade. 

No quarto 

Em seguida, todas as pessoas ali presentes foram rendidas com armas de fogo e trancadas em um dos quartos do sítio. Os ladrões, então, roubaram tudo o que encontraram de valor, como celulares, joias, bolsas, carteiras e dinheiro. Para a fuga, os assaltantes também roubaram o carro de um dos juízes, um Sandero prata de placas OSC-1582 (CE). 

Várias patrulhas da Polícia Militar foram acionadas para a ocorrência e, durante a madrugada inteira do Ano-Novo foram feitas diligências na região, mas até agora os assaltantes não foram, ainda, localizados. Ainda de acordo com a Polícia, nenhum dos reféns ficou ferido. 

A Associação Cearense da Magistratura deverá se manfestar nesta segunda-feira acerca do caso, assim como O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE).

COMEÇOU O DESASTRE: Hospitais de Acopiara amanhecem sem médicos e sem enfermeiros

O novo prefeito de Acopiara, não se preparou para receber o município e nem o sistema de saúde que era considerado um dos melhores do interior do Ceará.

Segundo as primeiras denúncias, os dois hospitais da cidade amanheceram sem médicos e sem nenhum servidor trabalhando.

Outra informação que chegou diz que os médicos Dr. Manoel e Leonardo Tavares foram demitidos sumariamente do hospital municipal Júlia Barreto.

Que Deus tenha piedade de nosso povo.