Rádio Líder FM Online de Acopiara

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Vice-prefeita de Acopiara, agride acompanhante e paciente no Hospital Geral

A jovem mãe, Kilmázia Lucena, 25 anos, acabou pagando um preço alto por ter registrado a cena onde uma criança chorava pedindo atendimento médico no Hospital Geral de Acopiara. 
Por conta disso, Kilmázia e a filha foram agredidas fisicamente, psicologicamente e emocionalmente além de ter o celular quebrado pela médica e atual Vice-Prefeita de Acopiara, Dra Ana Patrícia, que estava de plantão no hospital. "Foi uma verdadeira tortura psicológica", contou ela. 

Kilmázia Lucena, a filha e a sua sogra Marilac, que chegou posteriormente, saíram do hospital escoltadas pela polícia para não apanharem mais. 

CASO DE POLÍCIA: Criança de 4 anos chora desesperadamente por atendimento no Hospital Geral de Acopiara

Imagem gravada por um celular mostra uma criança de apenas 4 anos de idade que esperava a várias horas por uma atendimento no Hospital Geral Suzana Gurgel do Vale e em meio a falta de socorro, a criança chora desesperada de dor. 

Senhor prefeito de Acopiara, ao invés de querer gastar quase 1 milhão e meio com marketing, invista na contratação de médicos. 

Assista ao vídeo acima e veja o desespero dessa garota de 4 anos que chora há mais de duas horas por atendimento. 

O pai já chamou o médico e ninguém aparece.
video



Mais um assassinato na cidade de Acopiara

Nos primeiros 56 dias do ano, a cidade de Acopiara vem sendo destaque pelo auto índice de homicídios que vem deixando a população aterrorizada.

O último caso aconteceu na noite dessa sexta-feira(24). A vítima foi atingida por disparos de arma de fogo na vila Lagoinha, próximo ao bairro Moreira e veio a óbito depois de ser encaminhado ainda com vida ao Hospital Geral. 

O homem foi identificado apenas como Nardo. Ele foi atingido duas vezes na cabeça e devido a gravidade não resistiu. A polícia ainda não identificou a autoria e motivo do crime. 

Este é o terceiro homicídio do ano no município de Acopiara.

Homem é preso por agredir e tentar matar a própria mãe no Ceará

A Polícia Civil prendeu na quinta-feira (24) um homem suspeito de agredir e tentar matar a própria mãe na cidade de Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza. O crime ocorreu em 27 de janeiro. A vítima, devido as agressões a pauladas, teve as duas penas quebradas. 

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o suspeito responde por lesão corporal dolosa e estava com mandado de prisão em aberto por tentativa de feminicídio. 

A vítima, de 49 anos, foi atingida por pauladas em diversas partes do corpo. Devido às agressões, ela teve suas duas pernas quebradas e ficou acamada, na dependência de fraudas geriátricas. 

O crime ocorreu próximo a sua residência, quando a mulher retornava do trabalho. Ela foi surpreendida pelo próprio filho, que só cessou as agressões após ser flagrado por familiares, que pediram para parar a violência, conforme a SSPDS. 

Após o crime, o suspeito fugiu para um matagal, onde ficou escondido durante 20 dias. Ainda segunda a SSPDS, o suspeito é caçador e sobreviveu do que caçou em meio ao matagal. Em depoimento, ele confessou o delito e alegou que a motivação seria ciúmes de uma irmã e supostas agressões que sofreu da mãe. 

A Polícia acredita que o delito foi premeditado, tendo em vista que o preso arrumou sua bolsa com roupas para fugir antes de agredir a vítima. Após sua prisão, ele foi conduzido à cadeia pública de Pindoretama.

Ligações locais e interurbanas de fixos para móveis ficam mais baratas a partir deste sábado

As chamadas locais e interurbanas de telefones fixos para móveis ficarão mais baratas a partir de amanhã (25). A redução das ligações locais vai variar entre 16,49% e 19,25%. Já para as chamadas interurbanas a queda dos valores será de 7,05% a 12,01%. 

Estão previstas novas reduções das tarifas cobradas dos consumidores em 2018 e 2019. A queda vai acontecer por conta da redução das tarifas de interconexão, pagas pelas empresas que utilizam a rede de outro grupo. O cálculo das tarifas é feito pela Anatel utilizando o "Modelo de Custo", que permite verificar com mais precisão os custos das empresas com equipamentos e estrutura administrativa. 

Ao mesmo tempo em que a tarifa é reduzida, as empresas de telecomunicações do país devem aumentar os investimentos na ampliação das suas redes, na melhoria da qualidade de serviços e no atendimento aos consumidores, conforme determinações da Anatel. As tarifas de interconexão foram usadas inicialmente para subsidiar a instalação de redes das operadoras móveis. 

A redução das tarifas vai beneficiar os cerca de 41,8 milhões de assinantes de telefone fixo, segundo dados da Anatel até dezembro do ano passado.