Rádio Líder FM Online de Acopiara

sábado, 18 de março de 2017

Fim de semana deve ser nublado e chuvoso em todo o CE, diz Funceme

O Ceará teve chuvas de até 120 milímetros em 122 cidades nesta sexta-feira (17). De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, a previsão é de mais chuvas durante o fim de semana, provocadas por uma zona de convergência intertropical. 

As chuvas mais fortes ocorridas nesta sexta foram na cidade de Altaneira, com 120 milímetros. Também choveu forte em Assaré (120), Porteiras (88), Missão Velha (87) e Ibaretama (56). Em Fortaleza, a precipitação foi de 50 milímetros, de acordo com o monitoramento da Funceme. 

Neste sábado e domingo (18 e 19), a previsão é de nebulosidade variável com possibilidades de chuva em todas as regiões do Ceará. 

 Nos 17 primeiros dias de março, o Ceará já acumula 144 milímetros de chuva, mais do que em todo o março de 2016, quando foram acumulados 129 milímetros, segundo os registros da Funceme.

Policial militar é condenado a 12 anos de prisão por homicídio no Ceará

O Tribunal de Justiça do Ceará condenou nesta sexta-feira (17) o policial militar Francisco Renan Mesquita Matos a 12 anos de prisão pelo homicídio qualificado de Ideljones da Silva Magalhães. O homicídio ocorreu em abril de 2016 na cidade de Itapajé. 

De acordo com os autos, o policial conduzia um carro, na companhia de outras quatro pessoas, no distrito de Santa Maria, quando parou o veículo para que Ideljones pudesse urinar próximo ao acostamento da estrada. Na ocasião, o réu teria sacado uma arma e desferido três tiros nele, que morreu no local. Em seguida, o agente fugiu abandonando o corpo da vítima. 

Após o crime, o acusado lavou o carro e obrigou os outros passageiros, que testemunharam o homicídio, a tirarem a roupa e tomar banho, com o intuito de eliminar vestígios da ação criminosa. Posteriormente, Francisco Renan foi preso em casa, onde foram encontradas duas armas de fogo, sendo que uma delas o policial afirmou ser da vítima. 

Durante o julgamento, o advogado alegou legítima defesa. Contudo, os jurados reconheceram, por maioria, que o acusado foi o responsável pelo crime. Ele foi condenado por homicídio qualificado (mediante recurso que dificultou a defesa da vítima). 

A juíza Juliana Porto Sales destacou na sentença que, segundo os depoimentos das testemunhas, “a vítima não contribuiu com a conduta do apenado”. Também explicou que negou ao acusado o direito de apelar em liberdade com a finalidade de “evitar que o réu possa lesar outros bens jurídicos”. 

A juíza determinou ainda a perda do cargo de policial militar, “em virtude da incompatibilidade da pena e da natureza da condenação com a função pública”.

A escuridão toma conta das ruas de Acopiara

Os moradores da rua Santo Antonio, que dá acesso ao motel Germanos, em Acopiara vivem dias de total escuridão. Há dias o trecho está as escuras representando um verdadeiro perigo para quem transita a noite. 

O problema já foi levado ao conhecimento do setor competente, porém nada foi feito até agora. Recentemente, a Prefeitura Municipal de Acopiara contratou uma empresa sem licitação para realizar o serviço de manutenção no parque elétrico da cidade, porém sem eficiência. 

Enquanto os problemas avançar na Terra do Lavrador, o prefeito da cidade continua descansando em local indeterminado.

Mato toma conta das avenidas e dos órgãos públicos em Acopiara

O abandono que vive o município de Acopiara está estressando a população que não sabe mais a quem recorrer diante de tantos problemas. 

No bairro Moreira, por exemplo, o canteiro central da avenida se transformou numa verdadeira selva amazônica. 

A Prefeitura contratou sem licitação um empresa no valor de aproximadamente R$ 900 mil para realizar o serviço de limpeza e a capinação das avenidas e logradouros públicos, porém o resultado tem sido insatisfatório.

Pais de alunos denunciam falta de professores na escola Padre Crisares Sampaio Couto, no distrito de Barra do Ingá

Os pais de alunos da escola Padre Crisares Sampaio Couto, no distrito de Barra do Ingá, denunciaram ao blog que há dias os alunos estão sem professores no turno na tarde. Os pais alegam que muitas das vezes as crianças são obrigadas a ficarem sozinhas nas salas sem os profissionais. 

Para amenizar a situação, alguns professores chegam a juntar os alunos de séries diferenciadas, numa única sala, para repassarem os conteúdos. 

O caos instalado na educação em Acopiara tem preocupado os pais dos estudantes. Outro problema verificado é a falta de transporte escolar em algumas localidades. "Quando tem transporte, os veículos são de péssima qualidade o que representa perigo para os filhos", denunciam os pais.